ÔĽŅ

CATEGORIA: Notícia

Um total de 197.292 pessoas já garantiu desconto no valor do IPVA de 2018 por ter atingido a quantidade de bilhetes necessária por meio do Programa Nota Fiscal Goiana. O desconto varia de 5% a 10% com base na quantidade de bilhetes acumulada por cada participante do programa.  Com a geração dos bilhetes para o sorteio deste mês de agosto, os primeiros 207 consumidores já atingiram o percentual máximo de 10% de desconto, conforme levantamento divulgado hoje (25).

O programa est√° recebendo uma m√©dia de 250 cadastramentos por dia, o que vai contribuir para aumentar o n√ļmero de beneficiados pelo desconto. Ao se inscrever, o sistema busca todas as notas emitidas com o CPF daquele novo participante desde o in√≠cio do programa, em dezembro de 2014.

Para se inscrever ou para consultar o percentual de desconto do IPVA basta acessar www.nfgoiana.sefaz.go.gov.br. 

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

Os¬†s aposentados e pensionistas em todo o pa√≠s come√ßam a receber a antecipa√ß√£o da primeira parcela do 13¬ļ sal√°rio a partir desta sexta-feira ( 25). O dep√≥sito da gratifica√ß√£o ser√° realizado junto com a folha de pagamentos mensal do INSS, que come√ßa a ser depositada nesta sexta e vai at√© o dia 8 de setembro, conforme tabela de pagamentos de benef√≠cios abaixo:

Segundo a Previd√™ncia Social, mais de 29,2 milh√Ķes de benef√≠ci√°rios receber√£o a primeira parcela do abono anual, que corresponde a 50% do valor do 13¬ļ e representa uma inje√ß√£o extra na economia de pelo menos R$ 19,8 bilh√Ķes nos meses de agosto e setembro –¬†veja os valores por estados.

Para quem ganha um sal√°rio m√≠nimo (R$ 937) os pagamentos ser√£o realizados entre os dias 25 de agosto e 8 de setembro. J√° os segurados que ganham acima do valor receber√£o entre os dias 1¬ļ e 8 de setembro.

N√£o haver√° desconto de Imposto de Renda nesta primeira parcela. De acordo com a legisla√ß√£o, o IR sobre o 13¬ļ somente √© cobrado em novembro e dezembro, quando ser√° paga a segunda parcela da gratifica√ß√£o natalina.

Aposentados e pensionistas, em sua maioria, receberão 50% do valor do benefício. A exceção é para quem passou a receber o benefício depois de janeiro. Neste caso, o valor será calculado proporcionalmente.

Os segurados que est√£o em aux√≠lio-doen√ßa tamb√©m recebem uma parcela menor que os 50%. Como esse benef√≠cio √© tempor√°rio, o INSS calcula a antecipa√ß√£o proporcional ao per√≠odo. Por exemplo, um benef√≠cio iniciado em janeiro e ainda em vigor em agosto ter√° o 13¬ļ terceiro sal√°rio calculado sobre oito meses. O segurado receber√°, portanto, metade desse valor. Em dezembro, caso ainda esteja afastado, o segurado ir√° receber o restante. Se tiver alta antes, o valor ser√° calculado at√© o m√™s em que o benef√≠cio vigorar e acrescido ao √ļltimo pagamento do benef√≠cio.

O advogado de Direito Previdenciário João Badari, sócio do escritório Aith, Badari e Luchin Advogados, observa que a segunda parcela será a diferença entre o valor total do abono anual e o valor da parcela antecipada e será paga juntamente com os benefícios relativos ao mês de novembro.

Segundo Badari, n√£o t√™m direito ao 13¬ļ sal√°rio os segurados que recebem os seguintes benef√≠cios: amparo previdenci√°rio do trabalhador rural; Benef√≠cio de Presta√ß√£o Continuada da Lei Org√Ęnica da Assist√™ncia Social (BPC/LOAS) e Renda Mensal Vital√≠cia (RMV); amparo assistencial ao idoso e ao deficiente; aux√≠lio-suplementar por acidente de trabalho; pens√£o mensal vital√≠cia; abono de perman√™ncia em servi√ßo e sal√°rio-fam√≠lia.

O advogado reforça que, caso o segurado do INSS que tenha se aposentado este ano ou recebido um benefício previdenciário em 2017, por período inferior a 12 meses, terá direito a gratificação de forma proporcional.

‚ÄúA √ļnica exig√™ncia √© a esp√©cie do benef√≠cio; normalmente, ter√£o direito ao 13¬ļ sal√°rio todos os que receberem os seguintes benef√≠cios da previd√™ncia social: aux√≠lio-doen√ßa, aux√≠lio-acidente, sal√°rio-maternidade, aposentadoria, pens√£o por morte e aux√≠lio-reclus√£o‚ÄĚ, alerta.

Badari ressalta que a Constitui√ß√£o Federal prev√™ que o 13¬ļ dos segurados da Previd√™ncia Social deve ser pago com base no valor integral dos benef√≠cios ou da aposentadoria recebida pelos benefici√°rios durante o ano, considerando o valor dos proventos do m√™s de dezembro. O benef√≠cio todo dever√° ser pago at√© o final do ano.

Fonte: G1 Goi√°s

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

Em a√ß√£o movida pela promotora de Justi√ßa Simone S√≥crates de Bastos, a ju√≠za Maria Ant√īnia de Faria condenou a prefeita de Ipameri, Daniela Vaz Carneiro, e os secret√°rios de Gest√£o Administrativa, Finan√ßas e Planejamento e de Educa√ß√£o, J√Ęnio Ant√īnio Carneiro e Ana L√ļcia Sim√£o, por atos de improbidade administrativa.¬†

As penalidades aplicadas ao caso foram o pagamento de multa civil no valor de R$ 4.774,00, suspens√£o dos direitos pol√≠ticos por cinco anos e a proibi√ß√£o de contratar com o poder p√ļblico por cinco anos, bem como ao ressarcimento do dano causado aos cofres p√ļblicos. A decis√£o confirma tamb√©m a liminar que pro√≠be o munic√≠pio de confeccionar e exigir o uso de camisetas, uniformes ou qualquer tipo de vestimenta, por servidores e estagi√°rios, para promo√ß√£o pessoal da prefeita.

O caso 
Em 2015, o MP verificou que a prefeitura de Ipameri gastou, com verbas exclusivamente p√ļblicas, R$ 4.774,00 na confec√ß√£o de camisetas com o s√≠mbolo da administra√ß√£o e men√ß√£o do per√≠odo de gest√£o. Conforme apurado pela promotora, J√Ęnio Carneiro solicitou √† prefeita a compra de material pedag√≥gico e uniforme para atender √†s necessidades do munic√≠pio. Assim, ap√≥s as formalidades, foram confeccionadas 1.100 camisetas com o s√≠mbolo da administra√ß√£o e per√≠odo de gest√£o, material que foi encaminhado √† Secretaria de Educa√ß√£o. As camisetas, ent√£o, foram entregues aos alunos da creche do Distrito de Domiciano Ribeiro, passando a ser usadas diariamente como uniformes.

Simone Sócrates destacou ainda que o termo de referência do edital para confecção dos uniformes, em nenhum momento apontou que neles deveriam constar o símbolo e período da gestão, mas somente o nome da creche. Isso demonstrou que somente na fase de confecção de confecção é que foi dada a ordem para inserção desses dados, com nítido destaque para a promoção da prefeita, o que contraria o princípio de impessoalidade estabelecido pela Constituição Federal. 

(Cristiani Honório / Assessoria de Comunicação Social do MP-GO РFoto/ arquivo da Promotoria de Justiça de Ipameri)

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

O promotor de Justi√ßa Roni Alvacir Vargas prop√īs a√ß√£o civil p√ļblica contra o munic√≠pio de Catal√£o visando √† implanta√ß√£o de medidas de seguran√ßa voltadas √† organiza√ß√£o da Festa do Ros√°rio, em Catal√£o. Como medidas urgentes, uma vez que a festa ser√° realizada nos dias 29 de setembro e seguintes, o promotor requereu liminarmente a implanta√ß√£o de medidas preventivas de combate ao fogo durante os festejos e que a prefeitura desobstrua e libere as vias p√ļblicas que estiverem ocupadas pelas barracas da festa, o que dever√° ser providenciado um dia ap√≥s o t√©rmino dos festejos.

Como medidas definitivas, no entanto, o promotor requereu a condena√ß√£o do munic√≠pio para que delimite o n√ļmero e a disposi√ß√£o das barracas apenas em um dos lados das vias p√ļblicas, com padroniza√ß√£o de tamanho, estrutura e material utilizado. Foi pedida tamb√©m a elabora√ß√£o de planos de combate de inc√™ndio e de evacua√ß√£o da √°rea em situa√ß√£o de emerg√™ncia. A padroniza√ß√£o do fornecimento de energia el√©trica, de modo seguro; o policiamento preventivo e ostensivo pela PM e coloca√ß√£o de seguran√ßa privada; bem como a limpeza di√°ria do local, a instala√ß√£o de banheiros qu√≠micos e destina√ß√£o de ambul√Ęncias e equipes de socorristas para atendimento ao p√ļblico tamb√©m foram requeridos na a√ß√£o.

A festa e riscos 
Roni Alvacir Vargas contextualiza que a Festa do Ros√°rio √© realizada h√° mais de 140 anos, no final do m√™s de setembro e parte da primeira quinzena de outubro, com a presen√ßa de milhares de pessoas. Al√©m das partes religiosas e cultural, acontece no per√≠odo tamb√©m uma esp√©cie de feira, formada por centenas de barracas que comercializam praticamente todo tipo de produtos. Conforme constatado pelo MP, as barracas n√£o s√£o padronizadas pelo poder p√ļblico e, em quase sua totalidade, s√£o montadas com lonas de pl√°stico, material altamente inflam√°vel, que coloca em risco √† seguran√ßa das pessoas em caso de inc√™ndio, o que, para o promotor, √© agravado em raz√£o da forma prec√°ria com que a instala√ß√£o de energia para as barracas √© feita, sendo que, em muitos casos, a fia√ß√£o el√©trica fica pr√≥xima √†s cabe√ßas das pessoas ou no ch√£o por onde elas passam.

O promotor verificou tamb√©m que a instala√ß√£o de barracas nos dois lados das vias p√ļblicas ao redor da Igreja de Nossa Senhora do Ros√°rio constitui fato impeditivo de acesso das equipes socorristas que trabalham durante a festa, pois n√£o h√° espa√ßo suficiente para deslocamento e tr√°fego de das viaturas.

Impactos pós-festa 
De acordo com a a√ß√£o, no ano passado, apesar de o encerramento ter ocorrido no dia 10 de outubro, uma semana depois ainda havia expressivo n√ļmero de barracas ocupando as vias p√ļblicas, impedindo o tr√°fego de ve√≠culos na regi√£o central da cidade, prejudicando a mobilidade de milhares de pessoas e tamb√©m os comerciantes locais.

O MP chegou a cobrar do munic√≠pio informa√ß√Ķes sobre a realiza√ß√£o da festa deste ano, sendo comunicado que a Secretaria de Planejamento e Regula√ß√£o estaria fazendo estudos, envolvendo outros √≥rg√£os municipais, n√£o tendo condi√ß√Ķes de informar precisamente como ser√° a festa nos moldes questionados.

Assim, diante da falta de organiza√ß√£o e inadequa√ß√Ķes recorrentes, o MP prop√īs a a√ß√£o para a defesa do meio ambiente urbano equilibrado, da ordem urban√≠stica, da garantia do direito de ir e vir dos cidad√£os e da mobilidade urbana, bem como para preven√ß√£o de danos √† vida e √† sa√ļde das milhares de pessoas que prestigiam a festa tradicional de Catal√£o.

(Cristiani Honório / Assessoria de Comunicação Social do MP-GO РFotos: arquivo da Promotoria de Justiça de Catalão)

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

A Carteira Nacional de Habilita√ß√£o Eletr√īnica (CNH-e), passa a valer no Estado de Goi√°s a partir do dia 30 de setembro. A informa√ß√£o foi dada pelo Conselho Nacional de Tr√Ęnsito (Contran). Goi√°s ser√° o primeiro estado a testar a concess√£o. Segundo o Minist√©rio das Cidades, tamb√©m respons√°vel pela decis√£o, o avan√ßo no processo de digitaliza√ß√£o do Detran-GO foi determinante para a escolha.

Segundo a proposta, motoristas terão acesso a qualquer momento ao documento pelo aplicativo, instalado em smartphones e poderá ser apresentado no lugar da carteira. Desta maneira, será feita a leitura do QR Code ou do certificado digital. Com a mesma validade da carteira de motorista física, para o acesso ser confirmado será utilizada uma senha, responsável por exportar o documento autenticado pelo Detran para o aparelho.

Por enquanto, o documento não deixará de existir fisicamente.  

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

O Instituto Federal Goiano (IF Goiano) abriu nesta semana as inscri√ß√Ķes para o concurso p√ļblico para contrata√ß√£o de servidores t√©cnico-administrativos.

São disponibilizadas 15 vagas para as unidades de Campos Belos, Ceres, Cristalina, Iporá, Morrinhos, Posse, Trindade e Urutaí.

As vagas s√£o para os cargos de:

Assistente de Alunos;

Auxiliar em Administração;

Auxiliar de Biblioteca;

Assistente de Laboratório;

Assistente em Administração;

T√©cnico em Edifica√ß√Ķes;

T√©cnico de Laborat√≥rio ‚Äď √°rea Ci√™ncias;

T√©cnico de Laborat√≥rio ‚Äď √°rea Edifica√ß√Ķes;

T√©cnico de Laborat√≥rio ‚Äď √°rea Eletrot√©cnica;

T√©cnico de Laborat√≥rio ‚Äď √°rea Qu√≠mica;

Administrador;

 Médico Veterinário.

¬†As inscri√ß√Ķes s√£o feitas via internet, clicando no link a seguir¬†(Inscri√ß√£o)¬†at√© as 23h59 do dia 14 de setembro. Os sal√°rios variam de R$ 1.945,07 a R$ 4.180,66. Conforme a Coordena√ß√£o-Geral de Comunica√ß√£o do IF Goiano, as provas objetivas ser√£o realizadas no dia 1¬į de outubro e o resultado final do concurso ser√° divulgado no dia 22 de novembro.

Segundo o instituto, o concurso ser√° realizado em etapa √ļnica, com prova objetiva do tipo muŐĀltipla escolha, com quatro alternativas, das quais apenas uma eŐĀ a correta.

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

O pagamento do abono salarial calendário 2017/2018 para os trabalhadores nascidos no mês de agosto começa na próxima quinta-feira (17). Os valores variam de R$ 79 a R$ 937, conforme o tempo de trabalho durante o ano passado. Ao todo, serão disponibilizados R$ 1.345.868.159,00 para 1.891.031 de trabalhadores.

Os titulares de conta individual na Caixa com saldo acima de R$ 1,00 e movimentação receberão o crédito automático nesta terça-feira (15).

Os pagamentos, que s√£o realizados conforme o m√™s de nascimento do trabalhador, tiveram in√≠cio em julho com os nascidos naquele m√™s. Os recursos de todos os benefici√°rios ficam dispon√≠veis at√© 29 de junho de 2018. A Caixa disponibiliza R$ 15,7 bilh√Ķes para 22,1 milh√Ķes de benefici√°rios em todo o calend√°rio.¬†

O valor do benefício pode ser consultado no Aplicativo Caixa Trabalhador, no site da Caixa (www.caixa.gov.br/PIS) ou pelo Atendimento Caixa ao Cidadão: 0800 726 0207.

Tem direito ao benef√≠cio o trabalhador inscrito no Programa de Integra√ß√£o Social (PIS) ou no Programa de Forma√ß√£o do Patrim√īnio do Servidor P√ļblico (PASEP) h√° pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2016 com remunera√ß√£o mensal m√©dia de at√© dois sal√°rios m√≠nimos. Tamb√©m √© necess√°rio que os dados estejam corretamente informados pelo empregador na Rela√ß√£o Anual de Informa√ß√Ķes Sociais (RAIS), ano-base 2016.

Quem possui o Cart√£o do Cidad√£o e senha cadastrada pode se dirigir a uma casa lot√©rica, a um ponto de atendimento Caixa Aqui ou aos terminais de autoatendimento da Caixa. Caso n√£o tenha o Cart√£o do Cidad√£o e n√£o tenha recebido automaticamente em conta Caixa, o valor pode ser retirado em qualquer ag√™ncia da Caixa, apresentando o documento de identifica√ß√£o. O trabalhador com v√≠nculo √† empresa p√ļblica possui inscri√ß√£o PASEP e recebe o pagamento pelo Banco do Brasil.

Fonte: Portal Brasil Brasil, com informa√ß√Ķes da¬†Caixa Econ√īmica Federal¬†

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

A Petrobras reajustou em 6,9%, em m√©dia, os pre√ßos do g√°s liquefeito de petr√≥leo para uso residencial, envasado pelas distribuidoras em botij√Ķes de at√© 13 quilos (GLP P-13). O reajuste do g√°s de cozinha entra em vigor √† 0h deste s√°bado (5) e, de acordo com a estatal, acompanha a pol√≠tica de pre√ßos divulgada no dia 7 de junho deste ano. O ajuste anunciado foi aplicado sobre os pre√ßos praticados sem incid√™ncia de tributos.

A companhia destacou que a lei brasileira garante liberdade de pre√ßos no mercado de combust√≠veis e derivados e que as revis√Ķes feitas nas refinarias podem ou n√£o se refletir no pre√ßo final ao consumidor. A Petrobras calculou que, se os repasses feitos especialmente por distribuidoras e revendedores forem levados, integralmente, aos pre√ßos ao consumidor, o pre√ßo do botij√£o de GLP P-13 pode ser reajustado, em m√©dia, em 2,2% ou cerca de R$ 1,29. O valor vai depender da manuten√ß√£o das margens de distribui√ß√£o e de revenda e das al√≠quotas de tributos.

A estatal ressaltou que o √ļltimo reajuste ocorreu em 5 de julho deste ano e que a altera√ß√£o atual n√£o se aplica ao GLP destinado a uso industrial ou comercial.

Em nota, o Sindicato das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informa que as empresas distribuidoras associadas à entidade foram comunicadas na tarde de hoje pela Petrobras que o GLP para embalagens de até de 13kg ficará mais caro a partir da 0h. Segundo o sindicato, o reajuste oscilará entre 6,4% e 7,5%, de acordo com o polo de suprimento. 

Agência Brasil

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

As mulheres brasileiras est√£o √† frente dos homens na cria√ß√£o de novos neg√≥cios. Mas, quando se trata de neg√≥cios j√° estabelecidos, elas mostram presen√ßa menor que a do sexo masculino. As informa√ß√Ķes est√£o na pesquisa Global Entrepreneurship Monitor 2016, coordenada no Brasil pelo Servi√ßo Brasileiro de Apoio √† Micro e Pequena Empresa (Sebrae) e o Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBPQ).

Segundo o estudo, em 2016 a taxa de empreendedorismo entre os que têm um negócio com até três anos e meio de existência ficou em 15,4% entre as mulheres e em 12,6% entre os homens. A taxa de empreendedores estabelecidos, ou seja, que tocam um negócio há mais de três anos e meio, ficou em 19,6% entre os homens e 14,3% entre as mulheres.

A pesquisa revelou também que as mulheres empreendem por necessidade mais frequentemente do que os homens. No grupo feminino, 48% delas afirmaram ter buscado o empreendedorismo porque precisaram. No masculino, esse percentual cai para 37%.

O presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, afirma que em tempos de crise o empreendedorismo é uma alternativa para vários brasileiros que perderam o emprego ou buscam uma renda extra. No caso das mulheres, ele destaca que a solução pode ser mais viável que um emprego com horário rígido, já que muitas delas têm de fazer a chamada jornada dupla.

‚ÄúO dilema da mulher √© entre a necessidade de trabalho e de cuidar da crian√ßa, da casa. O empreendedorismo tem se mostrado um grande caminho de concilia√ß√£o. Quem quer fazer carreira em uma empresa tem que lidar com a disciplina dos hor√°rios, o que n√£o facilita‚ÄĚ, comenta.

Ele lembra que um n√ļmero grande de brasileiras √© respons√°vel, sozinho, pelo sustento da fam√≠lia e pela organiza√ß√£o do lar. ‚ÄúH√° a mulher como arrimo de fam√≠lia. Elas s√£o a √ļnica fonte de renda e ainda t√™m que cuidar da atividade dom√©stica. Ent√£o, a atividade de empreendedora em casa facilita muito. A maioria caminhou para isso por necessidade. Essa pesquisa trata do mercado formal, mas voc√™ tem um monte de mulheres por conta pr√≥pria na informalidade‚ÄĚ, destaca.

Mais suporte

Marcelo Minutti, professor de empreendedorismo e inova√ß√£o da Faculdade de Economia e Finan√ßas Ibmec, v√™ como positiva a maior presen√ßa feminina nos neg√≥cios novos. Ele acredita que isso √© resultado do empoderamento das mulheres e avalia que, com o tempo, crescer√° tamb√©m o n√ļmero das que est√£o √† frente de neg√≥cios estabelecidos h√° mais tempo.

‚ÄúA gente percebe, nos √ļltimos anos, uma tend√™ncia forte para a mulher empreender. Inclusive, esses percentuais de crescimento atual resultam de uma defasagem muito grande [da presen√ßa delas nos neg√≥cios anteriormente]. Isso estava represado. Como esse empoderamento tem ganhado for√ßa apenas nos √ļltimos anos, isso reflete, porque os neg√≥cios s√£o mais novos tamb√©m‚ÄĚ, afirma.

Minutti destaca, contudo, que ainda h√° dificuldades a enfrentar para garantir equidade no mundo dos neg√≥cios. ‚ÄúPor mais que seja uma not√≠cia positiva o fato de as mulheres ocuparem espa√ßo maior, a gente tem algumas dificuldades. O preconceito dificulta muito as rela√ß√Ķes, ainda mais em ambientes majoritariamente masculinos. Por isso, s√≥ pedir para as mulheres se esfor√ßarem n√£o √© suficiente. Precisa de pol√≠tica p√ļblica, que as empresas se adaptem √† rotina das mulheres‚ÄĚ.

No estudo do Sebrae e do IBPQ, t√©cnicos tamb√©m enumeram obst√°culos apontados por mulheres empreendedoras e recomendam maior suporte. ‚Äú[As mulheres] conseguem criar novos neg√≥cios, por√©m enfrentam dificuldades para fazer seus empreendimentos prosperarem. Tal fen√īmeno pode estar associado √†s condi√ß√Ķes relatadas, como preconceito de g√™nero, menor credibilidade pelo fato de o mundo dos neg√≥cios ser mais tradicionalmente associado a homens, maior dificuldade de financiamento e dificuldade para conciliar demandas da fam√≠lia e do empreendimento. Essa situa√ß√£o aponta para a necessidade de maiores investimentos para dar suporte‚ÄĚ, ressalta a pesquisa.

Ajuda da família

Em março do ano passado, a turismóloga Mariana Alves Carvalho David, 32 anos, decidiu arriscar-se no mundo dos negócios. Desempregada, ela juntou a necessidade ao desejo antigo de ter o próprio negócio e abriu o restaurante Piccolo Emporium, na Asa Sul, zona central de Brasília.

‚ÄúNa verdade, foram duas coisas. Meu pai vem desse ramo [de restaurantes] h√° muitos anos e eu tinha vontade de abrir alguma coisa. A√≠, fiquei desempregada. Eu tinha um dinheiro e meu pai entrou comigo‚ÄĚ, explica. Casada e m√£e de dois filhos, ela tem a sorte de poder contar com a ajuda da fam√≠lia para conciliar a vida dom√©stica com a rotina de empres√°ria.

‚ÄúEu n√£o tive tanta dificuldade, pois meu marido j√° sabia como ia funcionar. N√≥s t√≠nhamos conversado antes. E o fato de o meu pai estar junto comigo e a gente conseguir dividir [as tarefas do restaurante] facilitou muito. Se n√£o fosse isso, realmente seria um pouco mais dif√≠cil‚ÄĚ, diz.

√Āreas de atua√ß√£o

Além de enfrentar mais obstáculos para manter o negócio funcionando, as mulheres que decidem empreender atuam em menos áreas que os homens. Segundo a pesquisa do Sebrae e do IBPQ, em 2016, enquanto 49% das empreendedoras iniciais concentravam-se em quatro atividades, 50% dos homens começando a empreender estavam em nove segmentos.

Elas distribuíam-se nos setores de serviços domésticos (13,5 %) , cabeleireiros ou tratamento de beleza (12,6 %) , comércio varejista de vestuário e acessórios (12,3 %) e catering e bufê (10,3%).

Por sua vez, os homens estavam em todas as áreas ocupadas pelas mulheres, com exceção do serviço doméstico, e ainda na construção (14,8 %), restaurantes (7,7 %), manutenção de veículos (7,4 %), comércio varejista de hortifrutigranjeiros (3,2 %), atividades de serviços pessoais (2,8 %) e comércio varejista de cosméticos, produtos de perfumaria e higiene pessoal (2,4 %) .

Para Marcelo Minutti, as barreiras do mundo corporativo e a pr√≥pria forma√ß√£o cultural podem explicar a concentra√ß√£o das mulheres empreendedoras em √°reas associadas ao universo feminino. ‚ÄúEla pode se concentrar no espa√ßo onde h√° mais facilidade para ela. H√° uma carga cultural tamb√©m, referente a como o homem √© criado e a como a mulher √© criada. Tem que come√ßar um trabalho de base, desde que as meninas est√£o l√° na escola at√© chegar √† idade de empreender‚ÄĚ, defende.¬†

Agência Brasil

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

A proposta da Carteira Nacional de Habilita√ß√£o Eletr√īnica (CNH-e), elaborada pelo Minist√©rio das Cidades, foi aprovada, nesta ter√ßa-feira (25), pelo Conselho Nacional de Tr√Ęnsito (Contran).

Agora, além do documento físico, os motoristas terão também o arquivo virtual da CNH, por meio de um aplicativo para smartphones. O documento virtual poderá ser apresentado no lugar da carteira física, e será identificado pela leitura do QRCode ou certificado digital. Acarteira digital tem a mesma validade que o documento impresso.

‚ÄúEstamos dando um passo √† frente, desburocratizando o processo. H√° um conjunto de padr√Ķes t√©cnicos para suportar um sistema criptogr√°fico que assegura a validade do documento. Com isso, quem esquece a CNH em casa, n√£o estar√° sujeito a multa e pontos na carteira. Basta apresentar o documento digital‚ÄĚ, destacou o ministro das Cidades, Bruno Ara√ļjo.

Mesmo com a novidade, a emiss√£o da CNH ainda ocorre normalmente.

CNH digital

Para adquirir a CNH, é preciso se cadastrar no site do Denatran com um certificado digital. Em seguida, o cadastro deve ser ativado a partir de um link que será enviado ao e-mail do motorista.

A ativação deve ser feita no aparelho em que a CNH será salva, que será protegida por um PIN. Essa senha será exigida todas as vezes em que o acesso ao documento for requerido.

Depois desse registro, a CNH eletr√īnica √© exportada para o aparelho, ap√≥s a autentica√ß√£o pelo Denatran por meio da assinatura digital do Denatran. O sistema ainda permite o bloqueio do aplicativo caso o celular seja extraviado.

Fonte: Portal Brasil, com informa√ß√Ķes do¬†Minist√©rio das Cidades

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

O prefeito de Goi√Ęnia, Iris Rezende (PMDB), interditou o Parque Mutirama, nesta quarta-feira (26), ap√≥s¬†acidente com o brinquedo Twister deixar 13 feridos,¬†entre crian√ßas, adolescentes e adultos. O pol√≠tico pede que seja realizada uma vistoria completa no local e, s√≥ depois, deve reabrir o espa√ßo.

‚ÄúAo entrar aqui, determinamos o fechamento do parque at√© um levantamento geral, n√£o apenas do que provocou o acidente, mas de todos os brinquedos que est√£o funcionando. Feito esse levantamento, esperamos colocar em funcionamento novamente o Parque Mutirama‚ÄĚ, explicou.

O acidente ocorreu por volta das 13h30 desta quarta-feira. Segundo a Secretaria Municipal de Sa√ļde (SMS), inicialmente, 11 pessoas foram atendidas no local. No entanto, ao chegarem √†s unidades de sa√ļde, outras duas mulheres que acompanhavam v√≠timas perceberam escoria√ß√Ķes e tamb√©m foram atendidas.

Os feridos foram encaminhados para o Hospital de Urg√™ncias de Goi√Ęnia (Hugo), Hospital de Urg√™ncias Governador Ot√°vio Lage de Siqueira (Hugol) e Centro de Refer√™ncia em Ortopedia e Fisioterapia (Crof).

No Hugo, at√© o in√≠cio desta noite, uma menina de 9 anos tinha estado de sa√ļde grave e estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). J√° um homem de 49 anos tinha estado regular e passava por reavalia√ß√£o. Ainda na mesma unidade, uma mulher de 56 anos tinha estado grave e passava por cirurgia na perna.

Ainda n√£o h√° detalhes dos estados de sa√ļde dos demais feridos.

Acidente

No momento do acidente, os frequentadores que estavam no Parque Mutirama se assustaram. Segundo o capit√£o do Corpo de Bombeiros, Patrick Nowak, houve p√Ęnico logo ap√≥s o acidente. “Na hora, a como√ß√£o foi bem grande, as pessoas estavam muito preocupadas, havia tumulto e gritaria”, disse.

Ele cr√™ que o acidente foi causado por uma falha mec√Ęnica. “Trata-se de um brinquedo que gira em torno de seu pr√≥prio eixo. Ele deslocou do seu eixo para lateral”, explicou Nowak.

A cabeleireira Val√©ria da Silva Guimar√£es conta que se assustou ao ver o problema com o brinquedo. “Estava na fila da montanha-russa quando a gente escutou um barulho, como se estivesse estourando um pneu. No que a gente olhou, estava caindo tudo e as pessoas voando”, relatou.

Mutirama

Localizado no Centro de Goi√Ęnia, o Parque Mutirama foi inaugurado em 1969. Ao longo dos anos, ele foi ampliado e, atualmente, possui 32 brinquedos. Tamb√©m integram a √°rea do Mutirama o Parque dos Dinossauros e o Planet√°rio da Universidade Federal de Goi√°s.

Respons√°vel pelo parque, a Ag√™ncia Municipal de Turismo, Eventos e Lazer (Agetul) lamentou o acidente e informou, em nota, que “as v√≠timas foram atendidas rapidamente pelo Servi√ßo de Atendimento M√≥vel de Urg√™ncia (Samu) e pelo Corpo de Bombeiros e encaminhadas imediatamente para unidades de sa√ļde da capital”.

O √≥rg√£o destacou que a manuten√ß√£o dos brinquedos do Parque Mutirama est√° em dia e que “os motivos do acidente ser√£o investigados pelo Corpo de Bombeiros e outros √≥rg√£os competentes”.

Crianças de até 2 anos não pagam para entrar no parque. A entrada, que dá acesso a todos os brinquedos, custa R$ 16 a inteira e R$ 8, a meia.

Possíveis irregularidades

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goi√°s (Crea-GO) informou por meio de nota que ‚Äúseus agentes fiscais realizam, anualmente, vistorias em parques de divers√£o em todo o Estado de Goi√°s‚ÄĚ. O √≥rg√£o destaca que, na √ļltima vistoria do Mutirama, realizada no dia 26 de janeiro deste ano, ‚Äúfoi constatada a inexist√™ncia de profissional da engenharia respons√°vel pela manuten√ß√£o dos equipamentos eletromec√Ęnicos‚ÄĚ.

Diante da constatação, o Crea-GO esclarece que notificou a Agetul para que apresentasse o responsável, o que não foi feito.

No entanto, o capit√£o dos bombeiros, Patrick Nowak, esclareceu que a documenta√ß√£o relativa √†s inspe√ß√Ķes dos bombeiros estavam em dia.

‚ÄúQuando a gente faz a nossa inspe√ß√£o nos locais de aglomera√ß√£o de p√ļblico, a gente pega a anota√ß√£o de responsabilidade t√©cnica de um engenheiro, que avalia e fala que o brinquedo est√° ok para ser usado durante certo tempo. Nesse caso, o Mutirama possui todos esses documentos‚ÄĚ, afirmou.

Fonte: G1 Goi√°s

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
SUBIR P√ĀGINA