CATEGORIA: Notícia

A Receita Federal credita nesta sexta-feira (31) R$ 5,7 bilhões em restituições de Imposto de Renda para 3.985.007 contribuintes do terceiro lote. A consulta foi aberta no último dia 24.

Desse total, R$ 2.056.423.308,19 são para contribuintes que têm prioridade legal de recebimento: 88.420 contribuintes idosos acima de 80 anos, 646.111 contribuintes entre 60 e 79 anos, 47.170 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou doença grave e 346.793 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Foram contemplados ainda 2.856.513 contribuintes não prioritários que entregaram a declaração até o dia 28 de março.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita Federal na internet. Na consulta à página da Receita, no Portal e-CAC, é possível acessar o serviço Meu Imposto de Renda e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF. Com ele é possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá fazer requerimento por meio da internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no Portal e-CAC, no serviço Meu Imposto de Renda.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em nome do contribuinte, em qualquer banco. (Agência Brasil) 

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

O Brasil chegou a 2.610.102 casos acumulados de Covid-19. Em 24 horas, foram registradas mais 57.837 pessoas infectadas. Na quinta-feira (29), o sistema trazia 2.552.265 casos desde o início da pandemia. Os dados são da atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada no início da noite dessa quinta-feira (30).

Também conforme o balanço do órgão, foram 91.263 vidas perdidas desde o início da pandemia. O painel recebeu 1.129 novos registros em 24 horas. Ainda há 3.591 óbitos em investigação. Na quinta-feira, o sistema marcava 90.134 falecimentos em função da doença.

Ainda de acordo com a atualização diária do Ministério da Saúde, há 694.744 pacientes em acompanhamento. Outras 1.824.095 pessoas já se recuperaram da Covid-19.

A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 3.5%. A mortalidade (quantidade de óbitos por 100 mil habitantes) atingiu 43,4. A incidência dos casos de covid-19 por 100 mil habitantes é de 1.242.

Covid-19 nos estados

Os estados com mais mortes são: São Paulo (22.710), Rio de Janeiro (13.348), Ceará (7.661), Pernambuco (6.526) e Pará (5.699). As Unidades da Federação com menos falecimentos pela pandemia são: Mato Grosso do Sul (357), Tocantins (368), Roraima (501), Acre (521) e Amapá (561).

Já em termos de casos, São Paulo lidera (529.006), seguido por Ceará (171.468), Rio de Janeiro (163.642), Bahia (161.630) e Pará (153.350). Os estados com menos pessoas infectadas até o momento são: Acre (19.573), Tocantins (24.278), Mato Grosso do Sul (24.287), Roraima (31.455) e Amapá (36.272).

Mas segundo o boletim epidemiológico divulgado ontem pelo Ministério da Saúde, Roraima teve maior crescimento de mortes e casos na 30ª semana epidemiológica em relação à anterior (80% e 146%, respectivamente). O Amapá teve grande aumento de óbitos no mesmo período (53%), bem como o Tocantins (41%). (Agência Brasil)

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

Quatro pescadores de São Paulo se encantaram com uma onça que apareceu à margem do Rio Araguaia, em Aruanã, no oeste goiano. O animal estava calmo. Sentou, deitou, “pegou um sol” e foi embora para dentro da mata. O vídeo gravado por um dos pecadores paulistas, que nunca estiveram tão próximos de uma onça, mostra a tranquilidade do felino (veja acima).

Guiados pelo pescador profissional Amailton Mendes, de 48 anos, que trabalha como guia de pesca há mais de 20 anos no Rio Araguaia, os turistas ficaram à oito metros da onça, segundo relata o acompanhador.

A presença de onças às margens do rio é comum. Amailton diz ter visto dezenas delas ao longo da carreira. Na ocasião do vídeo, gravado na segunda-feira (27), quatro adultos e uma criança de 4 anos presenciaram até um bocejar do animal.

“Nesse curso do rio tem muita onça. Essa que os turistas filmaram estava pegando um sol. Tem dia que subimos cerca de duas horas de barco e é possível ver três onças no mesmo dia. Já cheguei a ver duas juntas. Elas são muito lindas”, conta o guia profissional.

Amailton reforça que os tripulantes de sua embarcação cumpriram todas as normas de segurança previstas pelo decreto municipal de Aruanã: usaram máscaras e apresentaram laudos negativos para o coronavírus.

Fonte: G1 Goiás 

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

Ex-vice-prefeito de Cristalina, João Carlos Fachinello, de 68 anos, morreu nesta quinta-feira (30) por complicações causadas pelo coronavírus. Em um intervalo de três dias, morreram ele, o filho e a sogra.

João Fachinello, que também é empresário, estava internado há quase uma semana com quadro clínico considerado grave, em um hospital particular de Catalão, a 185 km de Cristalina. Um dia antes do ex-vice-prefeito morrer, a sogra dele, Rosa Campagnolo Vaccaro, faleceu.

Outro integrante da família morreu em decorrência do coronavírus na segunda-feira (27). A vítima foi o filho de João Fachinello e vereador de Cristalina, Bernardo Fachinello, de 42 anos.

Todos estavam internados no mesmo hospital de Catalão. A mulher do ex-vice-prefeito, Neri Neusa Fachinello, também teve a doença, mas conseguiu se recuperar e recebeu alta na última sexta-feira.

João Fachinello ocupou a cadeira de vice-prefeito entre 2013 e 2016. Também foi vereador por dois mandatos: de 1989 a 1992 e de 2001 a 2004. Ele presidiu a Câmara Municipal de Cristalina por 5 anos.

O prefeito da cidade, Daniel Sabino Vaz (PSB), lamentou, em nota, a morte do político. “Registro aqui meu reconhecimento, meu respeito e minha gratidão, em nome da população, por tudo que ele fez, foi e representou para Cristalina, onde o seu legado de homem público, da iniciativa privada e de ações filantrópicas, jamais se apagará”, afirmou Vaz.

G1 Goiás 

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

Desde o início da pandemia, há cinco meses, o coronavírus infectou 66.059 moradores goianos e é apontado como causa de 1.606 mortes registradas no estado. Os dados constam no balanço divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) nesta quinta-feira (30). A taxa de letalidade do vírus no estado está em 2,43%.

O balanço revela que, do total de contaminados, 58.186 pessoas se recuperaram da doença. Outras 126.273 estão com suspeita da Covid-19 e aguardam o resultado de exames.

Em 24 horas, o estado registrou 2.674 casos confirmados e 72 mortes. Os dados anteriores eram de 63.385 pessoas infectadas e 1.534 mortes.

O estado já não tem mais nenhuma cidade totalmente livre do coronavírus. O mapa virtual da Covid-19, gerenciado pela SES, mostra que 60 municípios tem mais de 800 casos confirmados por 100 mil habitantes, sendo a maioria na região sudoeste, que engloba Jataí, Rio Verde, Caçú, Santa Helena de Goiás e outros, e parte da região Metropolitana de Goiânia, com mais intensidade em Aparecida de Goiânia.

Pico da doença

O secretário de Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, informou na segunda-feira (27) que o estado está passando pelo pico de casos de Covid-19 e que a situação deve se estabilizar esta semana.

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

Começa nesta quinta-feira (30) o saque da 4ª parcela do auxílio emergencial de R$ 600 aos beneficiários do Bolsa Família que têm o Número de Identificação Social (NIS) terminado em 9.

Nesta data não há pagamento de auxílio emergencial para quem não é do Bolsa Família. Na quarta-feira (29), a Caixa depositou em poupança social uma nova parcela para nascidos em março. Na sexta-feira (31) é a vez dos aniversariantes de abril.

4ª parcela para inscritos no Bolsa Família

Quem está no programa Bolsa Família e preenche os requisitos para receber o auxílio emergencial não acumula os dois pagamentos. Recebe apenas o que for de maior valor.

O saque é liberado a cada dia a um novo grupo dos inscritos no Bolsa Família, conforme o último número do NIS. Quem teve o saque liberado nos dias anteriores continua podendo tirar o dinheiro. Confira:

Como sacar

Os beneficiários do Bolsa Família podem sacar o valor do auxílio por meio do cartão do Programa Bolsa Família, Cartão Cidadão ou por crédito em conta da Caixa.

O auxílio emergencial aprovado em abril previa três parcelas de R$ 600 (ou R$ 1.200 para mulheres chefe de família). O governo federal prorrogou o programa por dois meses, totalizando cinco parcelas.

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

Apreensão gera impacto negativo na logística criminosa de quase R$ 90 mil_

Um guia turístico foi preso após ser flagrado transportando drogas em um ônibus clandestino na noite da última quarta feira (30), na BR 060, em Goiânia. O flagrante aconteceu em fiscalização da PRF na unidade do Parque Ecológico.

Em verificação a um ônibus que fazia a rota Goiânia x Parauapebas (PA), os agentes encontraram quatro tabletes de maconha dentro de uma mochila e identificaram um homem de 32 anos como proprietário da droga. Embaixo da poltrona dele, outra bolsa com dois quilos de cocaína foi encontrada. Os seis quilos de drogas geram um prejuízo ao narcotráfico estimado em R$ 87.500,00.

O detido, 32 anos, disse aos policiais que reside no município paraense de Redenção (PA) e trabalha como guia turístico, especializado em viagens a Goiânia com turistas que compram roupas na capital goiana para revenda. Disse ainda que pegou a droga na rodoviária de Goiânia e deixaria no terminal rodoviário de Redenção.

Os agentes da PRF ainda constataram que o ônibus era clandestino e acionou a ANTT. O veículo, que transportava seis passageiros, foi retido no terminal rodoviário de Goiânia, onde foi feito o transbordo dos passageiros, que seguiram viagem em ônibus regular.

Fonte: PRF 

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

Na noite desta quarta-feira (29), policiais militares do GPT do 18º BPM, durante abordagem a indivíduo suspeito, no bairro Ipanema, constataram que se tratava de um foragido do sistema prisional.

O Infrator, de 32 anos, possuía um Mandado de Prisão em seu desfavor pelo crime de Furto, expedido pela Comarca de Catalão.

O foragido foi conduzido à Central de Flagrantes sendo posteriormente encaminhado ao presídio local.

Fonte: Polícia Militar

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

O autônomo Daniel Silva, de 53 anos, denuncia o abandono do Cemitério Parque, no Setor Cruzeiro do Sul, em Goiânia. Segundo o morador, no local é possível ver entulho, mato alto, ossadas e até um caixão de criança aberto.

Daniel conta que, todos os dias caminha ao redor do cemitério, e que já está acostumado a ver sujeira espalhada no local. No entanto, na tarde de terça-feira (28), ele ficou foi surpreendido ao presenciar o caixão com o cadáver de uma criança exposto.

“Eu achei um absurdo. Parece cenário de filme de terror. É uma total falta de respeito com as famílias que enterram seus entes queridos aqui. São pessoas jogadas como se fossem lixo”, diz.

De acordo com Daniel, o cemitério não possui nenhum sistema de segurança, o que facilita a entrada de vândalos e pessoas que utilizam o local para praticar rituais.

“É comum passar por aqui e ver caixões quebrados, ossos por todo lado. Eu acredito que não deveria ser assim. Respeito todas as religiões, mas é preciso respeitar as pessoas e as famílias delas também”, afirma.

Em nota, a prefeitura de Goiânia informou que iniciou a construção de um muro em volta do Cemitério Parque e que a obra oferecerá “maior segurança ao local, preservando o respeito e a memória das pessoas ali sepultadas”. Disse ainda que a Guarda Civil Metropolitana “continua fazendo rondas diárias na região, buscando evitar a ação de vândalos naquele espaço”.

Fonte: G1 Goiás 

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

Mais cinco mortes causadas pela Covid-19 foram confirmadas pela Prefeitura de Uberlândia, segundo o boletim municipal diário desta quarta-feira (29). Ao todo, a cidade já registrou 227 óbitos causados pela doença.

Pelo 56º dia seguido, Uberlândia registrou mortes causadas pela Covid-19. Os óbitos divulgados neste informe são de uma idosa de 66 anos e um idoso de 78, além de dois homens, de 57 e 59 anos, todos estavam internados na rede municipal de saúde. A outra vítima é um idoso de 79 anos, que estava no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU).

Mortes – A cidade tem 227 mortes causadas pela doença. Um óbito é investigado com suspeita de ser por Covid-19.

Casos confirmados – Em relação ao número de casos confirmados, foram registrados mais 94 na comparação com o boletim de terça-feira (28). Agora, já são 12.453 casos positivos da doença desde o início da divulgação dos boletins.

Casos em investigação – Quanto aos casos considerados em investigação, a cidade tem, ao todo, 2.407 pessoas esperando os resultados dos exames.

Casos descartados – Até agora, desde o início da divulgação dos boletins, o município tem 39.778 pessoas que testaram negativo para a doença.

G1 Triângulo Mineiro 

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

O governador Ronaldo Caiado disse, na manhã desta quarta-feira (29), que é contra o retorno das aulas presenciais até que se tenha uma vacina para a Covid-19. “O momento ideal é quando nós tivermos a vacina para aplicar no estudante e no professor.

Ele não vai levar [o vírus] para casa e o professor não vai ser contaminado, e nem seus pais serão contaminados”, afirma. “Eu estou dizendo a minha opinião em relação ao momento”, complementa, em solenidade de lançamento do programa Minha Vaga da UEG (assista a seguir).

No Brasil, uma vacina contra a Covid-19 por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), caso não haja nenhuma intercorrência, poderá começar a ser aplicada na população somente em janeiro de 2021.

Nesta terça-feira (28), o Conselho Estadual de Educação (CEE) recomendou que o retorno das aulas presenciais seja suspenso até 31 de agosto, e a manutenção do regime não-presencial como medida preventiva contra o coronavírus.

A recomendação é assinada pelo presidente do CEE, Flávio Roberto de Castro. Confira a resolução Resolução CEE CP 13_2020 REANP até 31_08 Para Caiado, o fator preocupante é a transmissibilidade do vírus por meio de crianças e adolescentes ao se deslocarem para as escolas. “A criança e o jovem, com raríssimas exceções, é que têm o comprometimento da doença com alguma gravidade, mas têm o potencial de transmissão altíssimo”, afirma o governador.

Na manhã de segunda-feira (27), em entrevista à Sagres, a superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual da Saúde (SES-GO), Flúvia Amorim, disse que espera que se concretize a previsão de estudos da Universidade Federal de Goiás (UFG) sobre o pico da pandemia em Goiás para a próxima semana.

Na tarde do mesmo dia, nota técnica da SES-GO e decreto do governo recomendaram a manutenção das atividades econômicas por tempo indeterminado, mas que as aulas presenciais de instituições públicas e privadas permaneçam suspensas. Para Caiado, a curva da Covid-19 no estado continua crescente. “Nós ainda temos uma curva ascendente.

Ontem (28) mesmo busquei os relatórios de todos os hospitais estaduais de Goiás, os hospitais de campanha, e ainda temos uma demanda que oscila entre 83%, 85%, chegando a 90% de ocupação de leitos, depois vem para mais ou menos 80% de novo.

Está oscilando ainda em um percentual alto”, conclui.

Veja os estados que já programaram a volta das aulas presenciais:

Maranhão – 10 de agosto

Rondônia –  agosto (a definir)

Tocantins – setembro (a definir)

Rio Grande do Norte – 17 de agosto

Distrito Federal – 31 de agosto

Acre – 8 de setembro

Santa Catarina – 8 de setembro

São Paulo – 8 de setembro

Piauí-  22 de setembro. Paraná – setembro (a definir).

Fonte: Sagres Online. 

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
SUBIR PÁGINA