Nas duas últimas partidas válidas pelo Goianão de 2020, Vila Nova e CRAC somaram um empate e uma derrota cada. Analisando apenas a competição estadual, ambos os times sabem bem a importância de dar a volta por cima para não se complicar na sequência do torneio. Com isso em mente, eles se enfrentam hoje às 20h30 no Onésio Brasileiro Alvarenga, fechando assim a sexta rodada do Campeonato Goiano.

O calendário do CRAC está bastante irregular. Nas três primeiras rodadas, o time seguiu o fluxo normal do Goianão, mas na sequência os jogos envolvendo a equipe foram sendo adiados. No dia 29 de janeiro, o clube de Catalão entrou em campo. Isso só voltou a acontecer em 12 de fevereiro, quando enfrentou a Aparecidense. Além disso, houveram alterações nos confrontos com o Atlético e o Vila Nova por conta da Copa do Brasil. Aos poucos, a frequência de compromissos vai se acertando.

No caso do Tigre, a intenção era ter antecipado o clássico contra o Goiânia do dia 9 para o dia 7, assim como o embate perante o CRAC que aconteceria no final de semana. A primeira tentativa não deu certo, mas a segunda foi concedida pela Federação Goiana de Futebol (FGF). Isso fez com que houvesse menos desgaste no intervalo entre as partidas, pois o plantel tinha feito uma viagem até o Acre, e o colorado espera conseguir aproveitar a brecha.

Nos dois últimos jogos válidos pelo Goiano, a quantidade de pontos somados entre Vila e CRAC foi a mesma. O alvirrubro vem de um empate com o Goiás e uma derrota para o Goiânia. Já o Leão do Sul vem de revés diante do Iporá e uma igualdade com a Aparecidense. Os dois vivem situação semelhante na tabela. O time de Catalão está em oitavo lugar e na beira da zona dos oito melhores que avançam para as quartas de final. A equipe da capital, por sua vez, está em nono e, no momento, do lado de fora da área de classificação. O confronto é direto e essencial para a sequência.

O goleiro Fabrício, uma das bases do elenco vilanovense na atual temporada até aqui, destacou a melhora do grupo a cada jogo. “A nossa equipe vem evoluindo jogo a jogo e estamos em uma constante, mesmo às vezes o resultado não aparecendo, mas a evolução dentro de campo vem acontecendo. Claro que é muito mais fácil você evoluir quando os resultados vêm, e a torcida reconhece isso. Mas infelizmente com o resultado não acontecendo, às vezes essa evolução não aparece. Espero que nos próximos jogos, além da evolução, conquistemos o resultado”, analisou.

Neste ano, o Vila já realizou duas partidas no OBA. Na primeira delas, o Tigre perdeu para o Jaraguá, que atualmente está isolado na liderança. Na outra, a primeira e única vitória do time no Goianão, contra o Grêmio Anápolis. Fora de casa, o CRAC jogou em três oportunidades, com uma vitória, um empate e uma derrota. Depois de se enfrentarem nesta segunda-feira, o Vila joga apenas na sexta-feira seguinte, encarando o Grêmio Anápolis pela segunda vez, agora no Jonas Duarte. O CRAC, por outro lado, recebe o Iporá para tentar dar o troco dos três pontos perdidos no primeiro turno do Goianão.

Ficha técnica

Jogo: Vila Nova x CRAC. Local e data: Onésio Brasileiro Alvarenga, hoje, às 20h30, em Goiânia-GO. Árbitro: Jean Carlos Narciso. Assistentes: Fabrício Vilarinho (Fifa) e Adriano Mendes.

Vila Nova: Fabrício; Marquinhos, Brunão, Adalberto e Crystian; Liel, Pedro Bambu e Gilsinho; Talles, Lucas Silva e Dimba (Nando). Técnico: Ariel Mamede.

CRAC: Rafael Robalo; Evandro, Willian Goiano, Renato e Raí; Gilberto, Paulinho Santos e Medina; Reginaldo Júnior, Peixoto e Thiago Rômulo. Técnico: Carlos Rabello.

CATEGORIA: Crac

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail

Você pode deixar qualquer resposta para este post através de RSS 2.0 Deixe uma resposta, ou trackback.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

*

*