Foto: (CBMGO/Reprodução)

Um balanço parcial realizado pelo Corpo de Bombeiros aponta que, até a manhã desta terça-feira (25), cinco pessoas morreram afogadas em Goiás durante o feriado de Carnaval. O ponto em comum entre as ocorrências é que todas as vítimas eram do sexo masculino. De acordo com a corporação, o número já é maior que o registrado no mesmo período do ano passado, quando quatro mortes foram notificadas.

O número, entretanto, é menor do que os sete afogamentos registrados em 2018. O capitão Luciano Alexandre de Freitas destaca que, todo ano, a corporação trabalha para que não haja vítimas fatais, mas que esbarra em imprudências cometidas pelas pessoas. “Muitas vítimas trazem consigo um excesso de confiança e com isso tendem a desafiar o ambiente aquático. Com isso, esses números negativos ainda são mantidos”, pontua.

Ele pontua que os homens são mais imprudentes que as mulheres e, por isso, acabam sendo as maiores vítimas. “Em vários casos, os homens tomam coragem após ingerir bebidas alcoólicas. Então, adentram nas águas, não conseguem se manter flutuando e acabam se afogando”, ressalta.

O capitão destaca que, ao se deparar com alguém se afogando, a primeira coisa que deve ser feita é manter a calma e disponibilizar algo em que a vítima possa flutuar. Logo depois, entrar em contato com alguém da corporação para que seja enviada uma pessoa preparada para a retirada da vítima da água. Não é recomendado que a pessoa tente fazer o resgate, mesmo que saiba nadar.

Apesar disso, os afogamentos não são as únicas ocorrências atendidas nesse feriado. “Muitos acidentes também foram atendidos nesses últimos dias. Diversos acidentes automobilísticos, saídas de pistas… O período chuvoso também contribui muito para os acidentes. Por isso que é importante que os motoristas façam a revisão do veículo”, ressalta.

Fonte: Mais Goiás

CATEGORIA: Notícia

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail

Você pode deixar qualquer resposta para este post através de RSS 2.0 Deixe uma resposta, ou trackback.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

*

*