Um Jovem foi esfaqueado durante uma briga na Rua Ouvidor no Bairro Castelo Branco II  por volta das 20h00 desta sexta-feira (04).

A vítima, de 28 anos, foi atingida na parte frontal da cabeça, nas costas, e nos braços. O Corpo de Bombeiros encaminhou a vítima para o Pronto Socorro da Santa. A Polícia Militar foi acionada, mas o responsável pela agressão não foi localizado.

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail

Nesta sexta-feira (04), por volta das 14h30min foi roubado de um Fiesta de cor preta no Centro de Goiandira.  Mais uma vez o efetivo da policia militar se deslocou para o local e fizeram o cerco, mas não conseguiram capturar os meliantes, todas as estradas vicinais próximo a cidade de Goiandira foram cercadas, minutos depois do roubo o Grupo de Patrulhamento Tático do (GPT), encontrou o carro abandonado em uma estrada vicinal.

O carro foi encaminhado para à Delegacia de Polícia para as providências cabíveis e ser entregue ao proprietário. Policiais do GPT que estiveram nesta ocorrência.

 

Na viatura estavam o Sargento Ribeiro, Cabo Windson, Soldado Menin e Soldado Cândido. 

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Sem categoria

E a cada dia que passa fica mais difícil a situação do Crac para a sequencia do Campeonato Brasileiro da Série C. Depois da saída do presidente executivo Elson Barboza e do vice-presidente Batista Inácio, nesta quinta-feira o elenco se manifestou.

Em entrevista a imprensa local, o elenco do Leão do Sul deu um prazo até hoje sexta-feira (04), para o presidente quitar o salário do mês de maio, caso o contrário, eles vão embora para suas casas e só retornam quando o dinheiro sair.

O Crac volta atuar pelo Campeonato Brasileiro da Série C no dia 20 de julho, contra o Salgueiro, no Estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro, ás 16 horas.

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail

Nesta ultima quinta-feira, dia (03), durante a realização da Operação Saturação tivemos veículo recuperado e flagrante de tráfico de drogas em Catalão.

Por volta de 12h00min, foi furtado um veículo, na Vila União, e às 13h00min, a equipe integrada pelo CB Oscar e SD  Maxswuell, localizaram o mesmo no Bairro Mãe de Deus. Sendo assim, acionaram a vítima devolvendo o veículo para o seu proprietário.

Às 22h00min, no Bairro Pontal Norte, a VTR 6500, composta pelo Sargento Cileibio e Soldado Henrique, surpreenderam 04 (quatro) indivíduos fazendo uso de drogas.

Durante a abordagem verificou-se que os mesmos além de usarem, portavam entorpecentes, e que 02 (dois) deles eram menores de idade, sendo um desses menores o traficante. Dessa forma, os agressores da sociedade foram encaminhados à Delegacia de Polícia para as providências cabíveis.

 

Fonte: 1ª CIA – 18º BPM

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail

Na ultima quinta-feira (03), no Bairro São José em Catalão, aproximadamente às 15h00min, a equipe integrada pelo Sargento Henrique e Cabo Wisley prenderam em flagrante delito um indivíduo que havia furtado uma residência recuperando todos os objetos.

A equipe contou com a participação fundamental de um Policial Militar que estava de folga, que percebendo a situação, deu início ao acompanhamento do autor, repassando os dados necessários para que o agressor da sociedade fosse identificado e preso.

Dessa forma, o autor do furto foi encaminhado à Delegacia onde foi autuado em flagrante pelo crime de furto em residência.

Fonte: 1ª CIA – 18º BPM

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail

No dia 03/07/2014, quinta-feira, às 19h30min, durante monitoramento do Serviço de Inteligência e Grupo de Patrulhamento Tático (GPT), a equipe deste, composta pelo Sargento Bruno, Cabo Campos e Soldado David, abordaram e efetuaram a prisão de um foragido da justiça, no Bairro Jardim Brasília. O mesmo é natural de Brasília/DF, e possui passagens pelos crimes de Homicídio, Cárcere Privado e Lesão Corporal. Assim, a PM retira mais indivíduo de alta periculosidade das ruas de Catalão/GO. Dessa forma, foi encaminhado à Delegacia de Polícia, e posteriormente ao presídio local.

Fonte: 1ª CIA – 18º BPM

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícias

A devoção ao Divino Espírito Santo motivou o carpinteiro Denis Wilson, de Catalão, a dedicar dois meses de trabalho à restauração de um carro de boi fabricado pelo bisavô dele em 1942. A tarefa teve como objetivo participar do desfile de carreiros realizado na Festa do Divino Pai Eterno em Trindade, na Região Metropolitana de Goiânia, nesta quinta-feira (3).

Esta é a 5ª vez que Denis participa do desfile. Porém, para ele a romaria deste ano tem um valor especial. “Ele [o bisavô] construiu esse carro e eu sempre tive vontade de botar ele para rodar de novo”, afirma o carpinteiro.

Além do carro, todos os acessórios que um carreiro precisa para a jornada também foram renovados. A exceção é um chifre onde é guardado o azeite de mamona, óleo que lubrifica o eixo do carro de boi e garante a sonoridade característica deste tipo de veículo. “Banha de porco também é bom, mas nós gostamos do azeite porque é mais macio para o carro cantar”, afirma o carreiro Heleno Camilo Alves.

Fonte: G1

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícias

Mulher teria sido infectada pelo vírus em viagem a República Dominicana.
Doença tem sintomas similares à dengue, como febre e dor nas articulações.

Segundo apurações feitas pelo G1, uma moradora de Goiânia de 34 anos pode ser a primeira pessoa de Goiás a contrair a febre chikungunya, doença viral semelhante à dengue. Segundo a diretora de vigilância da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Flúvia Amorim, o maior indício de que se trata da infecção é o fato de a paciente ter sentido os sintomas durante uma viagem à República Dominicana. “No Caribe está acontecendo um surto da doença, com milhares de pessoas contaminadas. Então suspeitamos que ela também tenha contraído o vírus”, explicou ao site.

A doença causa fortes dores de cabeça, prostração, diarreia, vômitos, febre alta e dor nas articulações, principalmente nos pés e nas mãos. Apesar dos sintomas semelhantes aos da dengue, pessoas diagnosticadas com febre chikungunya podem demorar meses para se recuperar.

A paciente chegou ao país em 16 de julho. Segundo Flúvia Amorim, a mulher, que viajava sozinha, informou aos comissários da aeronave que não estava passando bem. Assim, ao desembarcar no Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP), ela foi atendida.

“A situação foi repassada à Agência Nacional de Vigilância Sanitária [Anvisa], que avisou à secretaria que tinha uma paciente com suspeita da doença que chegaria a Goiânia. Nossa equipe foi ao aeroporto buscá-la. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência [Samu] a encaminhou ao Centro de Assistência Integral à Saúde [Cais]  Vila Nova devido à proximidade com o aeroporto. Ela foi examinada e coletamos material para dengue e outras doenças de diagnóstico diferencial”, relatou a representante da secretaria.

As amostras colhidas foram enviadas ao Instituo Evandro Chagas, localizado no Pará, que é referência neste tipo de exame. Flúvia afirmou que não há previsão de quando sairá o diagnóstico da viajante.

De acordo com a diretora de vigilância, após passar pelo atendimento no Cais, a paciente foi liberada. “Uma equipe tem feito o monitoramento, visitas domiciliares e exames de acompanhamento. Ela está passando bem”, relatou Flúvia.

Transmissão

Como o vírus é transmitido por duas espécies de mosquito, o Aedes aegypti, que também transmite a dengue, e o Aedes albopictus, que é encontrado na zona rural, a Secretaria de Saúde, ao ter conhecimento do estado da paciente, realizou o procedimento de bloqueio de transmissão na casa da vítima, antes mesmo de que ela chegasse à capital. “Vistoriamos o local para eliminar possíveis criadouros do vetor e assim evitar que um mosquito a pique e transmita a doença”, explicou Flúvia.

Conforme a diretora de vigilância, o período de transmissibilidade da doença dura de cinco a dez dias após o início dos sintomas. Durante este intervalo, a orientação da secretaria era de que a paciente não deixasse a residência. Não há vacina nem remédio para cura da doença, apenas para diminuir os sintomas.

Ainda não há registro de pessoas infectadas no Brasil, pois as ocorrências se deram por casos de pessoas que viajaram para outros países e contraíram a doença. Uma vez que a pessoa é infectada pelo chikungunya e se recupera, ela se torna imune à doença.

A diretora de vigilância orienta àqueles que viajarem a países da América Central ou da África e apresentarem sintomas parecidos com a dengue a procurar uma unidade de saúde. “Como os sintomas são praticamente os mesmos, o paciente pode fazer confusão entre chikungunya e dengue. A pessoa não deve se automedicar e precisa procurar uma unidade de saúde o mais rápido possível e comunicar ao médico que se deslocou desses países”, orienta Flúvia.

 Fonte: G1 

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
As Polícias Civil e Militar encontraram um crânio humano às margens da BR-050 próximo ao km 305 nesta quarta-feira (2). Segundo informações da Polícia Civil o caso está sob investigação tanto da Polícia quanto da perícia do IML para tentar descobrir se foi um crime, como foi cometido e há quanto tempo. Em seguida iniciarão procedimentos para tentar identificar a vítima procurando por familiares e por pessoas desparecidas.
Foto enviada por internauta.

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail

Na tarde de ontem quarta-feira (02), por volta de 17h00min, durante de monitoramento de um ponto de drogas no Bairro Santo Antônio em Catalão, uma equipe do GPT, abordaram uma motocicleta Honda CG 125 kS, de cor verde, que era conduzida por um indivíduo em atitude suspeita.

Após consulta do nome abordado no Conselho Nacional de Justiça – CNJ,  foi constatado que havia Mandado de Prisão em aberto, expedido pela comarca de Uberlândia/MG, pelo cometimento do crime de Apropriação Indébita. Assim, foi encaminhado à Delegacia de Polícia, e posteriormente ao presídio local.

Fonte: 1ª CIA – 18º BPM

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícias

A partir da próxima segunda-feira, 07 de julho, a MGO Rodovias passa a oferecer aos usuários da BR-050 (GO/MG) serviços gratuitos de socorro mecânico, atendimento médico/pré-hospitalar, inspeção de tráfego, combate a focos de incêndio e apreensão de animais, realizados por equipes especializadas que somam 270 profissionais. Nesta semana, de 30/06 a 06/07, os serviços estão em fase de testes e ajustes, para entrarem plenamente em operação no dia 7.

Atuando em toda a extensão da BR-050 sob concessão (436,6 quilômetros), durante 24 horas, todos os dias da semana, o Serviço de Atendimento ao Usuário da concessionária conta com 10 veículos de inspeção de tráfego para monitoração da rodovia, 9 guinchos leves, 4 guinchos pesados, 6 ambulâncias de resgate e 3 ambulâncias UTI com médicos, 3 caminhões-boiadeiro para apreensão de animais e 3 caminhões-pipa para combater focos de incêndio, totalizando 38 veículos, além de veículos de apoio operacional.

Socorro Mecânico

O serviço de Socorro Mecânico da MGO Rodovias é prestado por 76 profissionais de equipes treinadas e capacitadas em mecânica para efetuar pequenos reparos nos veículos com problemas na rodovia. Caso não seja possível resolvê-los, utilizam os 4 guinchos leves e 9 guinchos pesados da frota para remoção dos veículos em pane ou acidentados para locais de apoio mais próximos, como postos de serviços,  onde os usuários terão condição de segurança e meios de comunicação para providenciar recursos próprios adequados.

O guincho leve é um caminhão, com cabine dupla para sete passageiros, equipado com plataforma hidráulica para transportar veículos leves danificados ou com defeito até o posto de serviço mais próximo na rodovia. Já os guinchos pesados têm recursos apropriados ao transporte de veículos de grande porte, como caminhões, ônibus e similares, adotando o mesmo procedimento operacional dos leves. Possuem também sistema hidráulico para destombamento e içamento de veículos tombados na via. Ambos ficam posicionados e em prontidão nas 9 bases operacionais instaladas ao longo da rodovia e são acionados pelo CCO – Centro de Controle Operacional para o atendimento aos usuários.

Socorro Médico

O serviço de Resgate/Atendimento Pré-hospitalar – APH da MGO Rodovias é prestado por equipes de profissionais da área médica, com 117 integrantes, que recebem treinamento específico para o atendimento de emergências como desencarceramento de

vítimas presas nas ferragens, resgate em altura, etc. em rodovias e têm supervisão e orientação permanente de um médico regulador.

Disponível nas 24 horas do dia, ininterruptamente, o serviço conta com 6 ambulâncias do tipo C e 3 do tipo D. A ambulância-resgate C é uma viatura mista de resgate e primeiros socorros, equipada  com ferramental especial para retirada de  vítimas presas nas ferragens, extintores, alavancas para remoção de fios elétricos, etc. e com equipamentos médicos para imobilização e remoção da vítima. Já a ambulância D – Suporte avançado é um veículo com equipamento de suporte avançado a vida, como respirador mecânico, desfibrilador cardíaco, e estrutura para realização de intervenções cirúrgicas emergenciais.

Inspeção de Tráfego

O serviço de Inspeção de Tráfego dispõe de 10 viaturas, utilitários 4 x 2, que circulam por todo o trecho sob concessão da rodovia ininterruptamente, com o objetivo de detectar quaisquer tipos de ocorrências, tanto na pista quanto na faixa de domínio, e situações anormais que possam prejudicar o tráfego na rodovia.

As principais atribuições dos inspetores de tráfego são: o monitoramento das condições da rodovia, a fiscalização da faixa de domínio; o atendimento aos usuários; a atuação direta na liberação de pista, em caso de acidente, assim como o registro do ocorrido; a sinalização de tráfego e a verificação das condições de segurança das obras na rodovia, objetivando manter a segurança e a fluidez da via.

Uma vez detectada uma ocorrência, a equipe de inspeção presta auxílio inicial no local e, via rádio, aciona o CCO – Centro de Controle Operacional para mobilização de outros recursos operacionais, quando necessários.

 Combate a incêndios

A MGO Rodovias dispõe de 3 caminhões-pipa ou irrigadeiras, com tanque de 15 mil litros para transporte de água, equipados com moto-bomba e sistema de bicos de limpeza frontais, mangueira de combate a incêndio, torre com canhão direcional de água com alcance de 60 metros de distância e sistema misturador para injeção de espuma para combate a incêndios. O operador do caminhão-pipa também dá apoio às equipes do Corpo de Bombeiros, que são acionadas pelo CCO, evitando o alastramento dos incêndios até sua chegada. Além disso, dá suporte em serviços de orientação de tráfego ou atendimentos de incidentes, contribuindo para a segurança dos usuários.

Apreensão de animais

Equipes especializadas da concessionária utilizam 3 caminhões-boiadeiro para a apreensão e remoção de animais que se encontrarem na pista e faixa de domínio da rodovia, colocando em situação de risco os usuários.

Caminhões-boiadeiro são carretas com estrutura tipo “gaiola”, com 2 compartimentos interligados e tampa basculante para propiciar a entrada/saída dos animais. Possuem também sistema de guindauto para apoio a remoção e içamento de cargas na pista.

A inspeção de tráfego também procura solucionar o problema, retirando os animais da área de circulação e devolvendo-os ao seu lugar de origem. Se houver cercas quebradas, estas são reparadas com os materiais à disposição na viatura. Quando possível, procura identificar o proprietário do animal e informá-lo de sua responsabilidade civil e criminal no caso de acidentes.

Bases Operacionais Provisórias

As equipes e viaturas do Serviço de Atendimento ao Usuário estão de prontidão nas 24 horas do dia em 9 Bases Operacionais (BSOs), inicialmente provisórias, implantadas pela concessionária em pontos estratégicos da rodovia (veja o quadro). Nessas bases, as equipes são acionadas por sistema de rádio pelo Centro de Controle Operacional da MGO e se deslocam para atender rapidamente os usuários em situação de emergência no trecho sob concessão da BR-050.

As Bases Operacionais (BSOs) definitivas estão sendo construídas pela MGO e contarão com instalações de atendimento aos usuários, com totens eletrônicos, funcionando 24 horas, todos os dias do ano. Elas terão, também, estacionamento, banheiros, fraldário, água potável, área de descanso e telefone público.

 

BASES OPERACIONAIS PROVISÓRIAS

LOCALIZAÇÃO NA BR-050

 

BSO 01 – KM 125 + 400 NORTE – Ipameri

BSO 02 – KM 148 SUL – Campo Alegre de Goiás

BSO 03 – KM 210 SUL– Campo Alegre de Goiás

BSO 04 – KM 269 SUL – Catalão

BSO 05 – KM 313 + 500 NORTE – Cumari

BSO 06 – KM 38 NORTE – Araguari

BSO 07 – KM 85 SUL – Uberlândia

BSO 08 – KM 135 + 985 SUL – Uberaba

BSO 09 – KM 161 + 500 NORTE – Uberaba

 

Obras de recuperação, melhorias e ampliação da rodovia

Essenciais para a modernização da infraestrutura regional, as obras e melhorias físicas e operacionais que estão sendo realizadas pela MGO Rodovias terão reflexo direto na qualidade do transporte rodoviário em Goiás e no Triângulo Mineiro, com a melhoria da BR-050 nos aspectos de segurança, fluidez, economia e conforto. A rodovia é uma das principais vias de ligação entre o Distrito Federal e São Paulo, cortando municípios de atividade agroindustrial e comércio atacadista.

Em 30 anos de concessão, a MGO Rodovias vai investir R$ 3,03 bilhões na BR-050. Desse total, R$ 2,38 bilhões destinam-se a intervenções estruturais no pavimento e melhorias funcionais e operacionais e R$ 650 milhões especificamente para duplicações.

Muitas das principais obras serão concluídas até o final do 5º ano de concessão. A duplicação de 218,5 quilômetros da rodovia é a maior delas, sendo que 10% desse total (cerca de 22 quilômetros), por contrato, devem ser terminados em no máximo 18 meses (junho de 2015), embora a MGO pretenda duplicar esse trecho até o final do 1º trimestre de 2015. Somente após concluir essa etapa e os trabalhos iniciais previstos no contrato a concessionária iniciará a cobrança de pedágio.

Simultaneamente à duplicação, a MGO Rodovias implantará 30 interseções (dentre elas um trevo e cinco retornos operacionais); 7 passarelas e 8 melhorias em acessos. Até o final do 6º ano do contrato, serão implantados também 22,4 quilômetros de vias marginais em travessias urbanas.

A concessionária estima que serão gerados 2 mil empregos temporários indiretos durante a execução das obras e para a operação da rodovia terá um quadro de 900 funcionários próprios e terceirizados.

Sobre a MGO Rodovias – A Concessionária de Rodovias Minas Gerais Goiás S.A. assinou contrato de concessão de 30 anos com a ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres em 5 de dezembro de 2013 e, a partir de 8 de janeiro, assumiu a responsabilidade pela administração, recuperação, conservação, manutenção, ampliação e operação da BR-050 (GO/MG), no trecho de 436,6 quilômetros que começa no entroncamento com a BR-040, em Cristalina (GO), e se estende até a divisa de Minas Gerais com São Paulo, no munícipio de Delta. Em sua extensão, abrange 9 municípios, sendo 5 em Goiás (Cristalina, Ipameri, Campo Alegre de Goiás, Catalão e Cumari) e 4 em Minas Gerais (Araguari, Uberlândia, Uberaba e Delta). 

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
SUBIR PÁGINA