CATEGORIA: Notícia

Após deixar sob responsabilidade de cada prefeito goiano a adoção de medidas para conter a pandemia do novo Coronavírus nos municípios, e vê o número de casos crescer, o governador Ronaldo Caiado (DEM) propõe ações conjuntas com as prefeituras para amenizar a fase mais crítica da pandemia no Estado. “É momento de todos refletirem e assumirem responsabilidades”, afirmou o democrata.

O que preocupa neste momento são as possíveis faltas de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), se os casos de Covid-19 dobrem. A questão é equilibrar o número de confirmações de Coronavírus com a capacidade de atendimento hospitalar.

Esse tema será abordado em reunião por videoconferência que o governador Ronaldo Caiado vai realizar na próxima segunda-feira (29), a partir das 8 horas, com todos os prefeitos do Estado e representantes dos Poderes Legislativo e Judiciário.

Segundo Caiado, a convocação da reunião é porque o Estado vai entrar, a partir de agora até o final de julho, no período mais crítico da pandemia e são necessárias novas ações para que não faltem leitos de UTI aos goianos.

O governador lembrou que as medidas duras tomadas em março, quando se tornou o primeiro governador a baixar a quarentena no País, foram determinantes para que cerca de 3 mil vidas fossem poupadas, como concluiu os dados identificados por estudos recentes, feitos e divulgados pela Universidade Federal de Goiás (UFG).

Responsabilidade municipal

Caiado lembrou que o Supremo Tribunal Federal (STF) garantiu aos municípios a prerrogativa de deliberar e agir para conter a disseminação da Covid-19, é preciso que todos estejam cientes do quadro que Goiás vive.

“É momento de todos refletirem e assumirem responsabilidades. Não adianta um prefeito fazer a tarefa de casa, e outro liberar tudo [comércio, festas etc.]. As ações têm que ser unânimes”, alertou o governador.

No período que comandou a crise da epidemia no Estado, o Governo Estadual emitiu decreto de isolamento social, que permitiu que Goiás atingisse quase 70% desse medida, sendo possível estruturar os hospitais com leitos para Covid-19 no interior que, até então, só possuíam leitos de UTI em três cidades – Goiânia, Aparecida de Goiânia e Anápolis.

Com isso, a rede estadual foi ampliada para atendimento aos pacientes goianos com Covid-19 nas cidades de Goiânia, Águas Lindas, Luziânia, Trindade, Porangatu, Catalão e Anápolis. Além disso, a previsão, para os próximos dias, da abertura de unidades em Itumbiara, São Luís de Montes Belos, Formosa e Jataí. O governo informa que haverá mais leitos, por meio de parcerias.

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail

A Polícia Civil de Goiás, através da equipe de polciais civis do GENARC/9a DRP, com apoio da Polícia Militar – 18° BPM/Catalão, e da Polícia Rodoviária Federal por volta de 07:00hs da manhã de hoje, 25.06.2020, deflagraram Operação Integrada e prenderam em flagrante um indivíduo no exato instante em que se aproximavam da cidade de Catalão, pela BR-050, transportando 06 kg de Maconha num veículo Fiat/Strada, cor branca.

O investigado, de 45 anos, possui diversas anotações criminais pelos crimes de roubo e furto.

Em pesquisa nos sistemas da segurança pública, a PC obteve a informação de que o suspeito era foragido do sistema prisional de Prata- MG, uma vez que contra ele havia um mandado de prisão em aberto pelo crime de furto.

No momento da obordagem o suspeito não obedeceu à ordem de parada, tentou empreender fuga por uma estrada vicinal e chocou seu veículo contra uma viatura das equipes policiais, mas foi alcançado e devidamente imobilizado.

Diante desses fatos a droga foi apreendida, o investigado recebeu voz de prisão e foi encaminhado à sede do GENARC, onde foi autuado em flagrante delito pela prática dos crimes de tráfico de drogas, resistência, dano ao patrimônio público e direção perigosa.

Após as formalidades legais, o investigado foi encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: Polícia Civil 

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

Na noite de ontem (24), após tomar conhecimento do furto de uma motocicleta ocorrido na cidade de Pires do Rio, as equipes do 11ºBPM intensificaram o patrulhamento em Pires do Rio e cidades vizinhas, sendo o veículo localizado em trânsito pela GO 330, próximo a cidade de Orizona-Go.

Após tentativa de fuga, o autor foi interceptado e preso pela equipe de policiais de Orizona. Conduzido ao DP o autor foi autuado em flagrante e o veículo colocado a disposição do proprietário, após adoção das medidas legais.

Fonte: Polícia Militar

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Acidente

Na madrugada desta quinta-feira (25), a Polícia Rodoviária Federal (PRF), registrou um acidente envolvendo dois veículos de carga na BR-050. O acidente aconteceu no km 192, à 16 quilômetros de Campo Alegre de Goiás.

Ambos os veículos seguiam sentido Catalão, quando o condutor de um dos caminhões colidiu na traseira de uma carreta.

No caminhão estava apenas o motorista, um homem de 30 anos de idade, que se feriu gravemente e foi transportado pela equipe de resgate da concessionária Eco-050, para a Santa Casa de Misericórdia de Catalão.

Conforme os policiais que estiveram no local da ocorrência, determinaram que o motivo do acidente foi a falta de reação do condutor do caminhão, onde não foi detectada nenhum tipo de marca de frenagem antes da colisão.

Fonte: PRF 

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

Uma travesti de 23 anos foi morta a facadas em uma viela de Aparecida de Goiânia, Região Metropolitana da capital. De acordo com a polícia, ela havia acabado de chegar na porta de casa, após uma corrida por aplicativo, quando foi retirada à força do carro, arrancada pelos cabelos e golpeada várias vezes. Outra travesti, de 19, foi presa suspeita do crime.

O homicídio aconteceu na tarde de quarta-feira (24), no Setor Garavelo. O delegado Álvaro Bueno disse que o crime teria sido motivado por uma disputa de ponto de prostituição na região. Ele confirmou ainda que a suspeita confessou ter cometido o homicídio. A defesa dela não foi localizada até a publicação desta reportagem.

A vítima foi ferida nas costas, pernas e abdômen. Mesmo com as lesões, ela conseguiu correr por 30 metros, mas caiu desfalecida. Os bombeiros foram acionados, mas ela não resistiu.

Ainda de acordo com a ocorrência, a suspeita foi detida pela Polícia Militar próxima ao local do crime. A faca usada no assassinato também foi apreendida.

A investigada foi levada para o 4º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia.

Fonte: G1 Goiás 

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

O desmatamento ilegal do cerrado segue como problema em Cavalcante. No começo do mês foram 530 hectares em áreas do território do quilombo Kalunga. Desde segunda-feira (22), o governo de Goiás, por meio de equipes da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), com apoio das forças policiais, atua para conter a destruição de áreas nativas e de atividades de mineração sem licença em 24 alvos. A área total é de 2.500 hectares.

Um dessas áreas é do prefeito Josemar Saraiva Freire (PSD), que diz ter sido pego de surpresa, uma vez que tinha licença. “O trator não era meu, mas a área sim”, revelou ao Mais Goiás. O gestor que possui uma fazenda com 480 hectares na região. Segundo ele, os funcionários estavam na posse de uma licença ambiental do município, tirada em 2019, mas foram informados que ela não valia. A limpeza seria feita em 40 hectares. “Em área de cerrado, mas fora de território Kalunga e sem nascentes próximas”, garantiu. “Só soube que não podia depois que fui autuado.”

Josemar foi multado em R$ 184 mil e teve a área embargada. Ele diz que, quando notificado, irá recorrer. Mas por enquanto, esta desolado. “Nem sei o que posso fazer. Hoje nem tenho coragem de ir lá. Meu funcionário até pediu conta.”

Território Kalunga

No começo do mês, a Semad realizou uma operação no território Kalunga. O dano ambiental de 530 hectares foi constatado na Fazenda Alagoas e foram responsabilizados a mineradora Apoena Mineração e Comércio e, ainda, a produtora rural Maria de Lourdes Hlebanja. As multas foram superiores a R$ 5 milhões.

Sobre as ações do começo do mês, Josemar afirma que o território só é dos Kalungas quando indenizar. “Enquanto não indeniza, é do proprietário.” Ele cita que o município é um dos mais preservados do Estado, com inúmeras reservas permanentes, dada a sua área acidentada sem possibilidade de exploração. “Então, em algumas poucas veias é possível mexer, mas isso é totalmente engessado”, minimiza alguns desmates.

Segundo ele, os alvos da operação são terras que não são utilizadas nem pelos próprios quilombolas. Além disso, ele afirma que membros de algumas comunidades veem as fazendas, inclusive, como fonte de trabalho. “Precisamos das águas, do cerrado, mas também precisamos tirar o sustento da terra. Tudo que consumimos na cidade vem de fora. Temos condições de fazer aqui com sustentabilidade”, avalia.

Semad

“Estamos preparando as autuações para todos os ilícitos”, afirma o coordenador das atividades Robson Disarz, superintendente de Proteção Ambiental e Desenvolvimento Sustentável, ao ressaltar que a “pronta ação conteve danos maiores”. Já a secretária de Meio Ambiente, Andréa Vulcanis, reforçou a tolerância zero do governo em relação aos desmatamento.

“Vamos acabar com essa cultura da impunidade. O cerrado goiano e sua biodiversidade não podem mais ficar à mercê de atividades ilícitas. Essa situação, além de constituir em danos ambientais sem precedentes, também compromete a economia de Goiás, baseada em atividades sustentáveis que tem suas licenças e autorizações ambientais para funcionar adequadamente.”

A ação teve início após alertas de imagens processadas pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e também por denúncias.

Fonte: Mais Goiás 

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

O estado de Goiás registrou 34 óbitos relacionados ao coronavírus nas últimas 24 horas, de acordo com dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES). Esse foi o maior número de mortes em um dia desde o início do monitoramento da doença. Com os números desta quarta-feira (24), o total de pessoas mortas chegou a 363.

Existem ainda 44 óbitos suspeitos e outros 388 em investigação. A taxa de letalidade é de 1,91%.

Além disso, foi registrado também um recorde no número de casos em um dia, com 1.297 confirmações. Com esses números, o total chegou a 18.926. Além disso, 49.451 casos ainda são investigados. Outros 25.368 foram descartados.

Os dados mostram que a Covid-19 já chegou em 201 cidades. Outras 38 possuem casos suspeitos. Foram registrados ainda óbitos em 64 municípios. Em outros sete existem mortes sendo investigadas.

Coronavírus e faixa etária

O painel eletrônico da Covid-19 feito pela SES-GO mostra que a doença tem atingido mais as pessoas entre 30 e 39 anos. Nessa faixa etária foram registrados 27,48% dos casos confirmados. Em segundo lugar vem as pessoas com idade entre 20 e 29 anos, com 22,80%.

Por outro lado, as pessoas menos atingidas pelo coronavírus têm idade entre 10 a 14 anos, com 1,10% das confirmações. Em segundo lugar vem a faixa acima dos 80 anos, com 1,95%.

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

Uma criança de 4 anos foi encontrada sozinha dentro de uma casa no Setor Balneário Meia Ponte, em Goiânia. Segundo o Conselho Tutelar, ela estava tinha como companhia três cachorros, sendo um deles um pitbull adulto. O garoto foi resgatado pela equipe na tarde de quarta-feira (24).

Os conselheiros foram chamados ao local por meio de uma denúncia anônima de que a criança ficava sozinha às tardes quando a mãe ia trabalhar. Um dos profissionais que atendeu o caso, Valdivino Silveira explicou que a criança estava bem e havia se alimentado, no entanto, corria riscos por ter sido deixada sozinha.

“Nós sabemos que isso é muito comum, que acontece muito, mas não há necessidade que justifique deixar uma criança dessa idade sozinha. Ela pode ser mordida por um dos cachorros, colocar o dedo na tomada, levar um choque, colocar fogo na casa”, alertou.

Para resgatar a criança, os conselheiros tiveram que segurar o cachorro maior, que se apresentou agressivo aos estranhos, para conseguir arrombar o portão e tirar a criança de lá. “Ele pedia, ‘tio, por favor, quero sair daqui’”, acrescentou.

Também de acordo com ele, o garoto foi levado ao Conselho, onde, cerca de duas horas depois, a mãe apareceu à procura dele.

Ela justificou que estava no supermercado, por isso teria deixado a criança sozinha. Nós permitimos que ela voltasse para casa com a criança com uma advertência e o compromisso de que não deixará isso acontecer novamente”, afirmou.

Segundo Valdivino, a mãe tem um companheiro, que seria padrasto do garoto, que também mora na casa, mas não estava. A mulher, de acordo com o profissional, afirmou ser dona de uma loja de roupas.

“Conversando com ela, ela pareceu bem instruída, não era desinformada. Tinha muita consciência Fizemos, com a Polícia Militar, o RAI [Registro de Atendimento Integrado], mas decidimos que ela não irá responder agora por negligência, ou abandono. Decidimos dar uma chance a ela”, afirmou o conselheiro.

Outra medida tomada pelo Conselho Tutelar é o monitoramento da família. Eles podem receber visitas e ficaram sob observação do órgão.

Fonte: G1 Goiás 

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail

Na noite de nem (23), após denúncia anônima de que um indivíduo em um gol branco estaria deslocando a cidade de Bela Vista de Goias para buscar drogas, foi intensificado o patrulhamento pelo Bairro JK e adjacências, em Pires do Rio, quando nas proximidades da saída para Goiânia foi avistado um veículo com as mesmas características.

O condutor do veículo ao perceber a presença da equipe do GPT arremessou um tablete de maconha pela janela do veículo, em um lote baldio, sendo encontrado posteriormente, pesando aproximadamente 600 gramas.

O autor confessou que havia dispensado a droga e que havia pego o entorpecente na cidade de Bela Vista de Goiás, não sabendo informar o local exato.

A equipe do GPT contou com apoio da Vtr do CPU. Diante dos Fatos o autor foi conduzido até a Delegacia de Policia onde foi lavrado o APF com fulcro no art. 33° da Lei 11.323/2006.

Fonte: Polícia Militar 

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail

Na noite desta terça-feira (23), a equipes dos Destacamentos de Cumari e Goiandira, em Operação, realizaram a prisão de uma mulher que estava transportando entorpecentes.

As equipes estavam realizando abordagens a veículos suspeitos, quando ao abordar um carro com três mulheres, localizaram uma bolsa com 5 tabletes de “maconha”, com uma das passageiras que estava vindo de Uberlândia. Com as duas outras mulheres abordadas, também foram localizadas pequenas porções de substância entorpecente para consumo próprio.

Diante do Flagrante, a infratora de 19 anos de idade, que transportava os 05 tabletes de droga foi autuada pelo crime de Tráfico de Drogas, e em desfavor das outras duas foi lavrado TCO por Posse de Entorpecentes para consumo próprio.

Fonte: Polícia Militar 

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
CATEGORIA: Notícia

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (24) uma mudança no projeto que altera o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) a fim de permitir que a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de motoristas profissionais, com idade inferior a 50 anos, tenha validade de dez anos.

Com isso, os motoristas profissionais ficarão enquadrados na regra geral:

CNH com validade de dez anos para quem tiver menos de 50 anos.

CNH com validade de cinco anos para quem tiver idade igual ou superior a 50 anos e inferior a 70 anos;

CNH com validade de três anos para condutores com idade igual ou superior a 70 anos.

Entre as mudanças, o projeto amplia o prazo para a renovação dos exames de aptidão física e mental para a renovação da CNH e estabelece a obrigatoriedade do uso de cadeirinha para o transporte de crianças de até 10 anos que ainda não atingiram 1,45 metro.

O projeto regulamenta ainda a circulação de motocicletas entre os veículos, mantém a exigência de exames toxicológicos para motoristas das categorias C, D e E e prevê limites diferentes de pontuação na carteira de motorista, antes da suspensão, no prazo de 12 meses.

COMPARTILHE:
Compartilhar em seu TwitterEnviar via E-mail
SUBIR PÁGINA